quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Marta Suplicy, militante a favor do aborto e casamento gay é a nova Minstra da Cultura do Governo Dilma

A Senhora presidenta Dilma Rousseff em campanha firmou o sério compromisso com os militantes da Igreja que em seu gabinete não passaria nenhum documento que fosse a favor do aborto e contra a vida. Até o momento podemos dizer que em parte, está sendo cumprido, porem de uma forma sorrateira e muito mais perigosa, a petista está inserindo a cultura de morte em seu governo, apartir de suas polêmicas contratações para o ministério.
Primeiro foi a substituição do ministro do supremo tribunal  Antônio Cezar Peluso que entregou o ministério por causa de sua merecida aposentadoria pelo juíz Teori Zavascki, o magistrado que absolveu Antonio Paloci no julgamento do mensalão.
Na última terça feira Dilma contratou a até então Ministra do turismo Marta Suplicy para o cargo de Ministra da Cultura no lugar da escritora e compositora Ana de Holanda, irmã de Chico Buarque. Todos sabemos da militancia da Senadora Marta para a legalização do casamento homossexual e a legitimização de praticas de aborto. Ter no ministério alguem que assegura tais ideáis é o no mínimo condizer com a prática. 
Católicos em todo o Brasil denunciaram a atitude do Governo Rousseff, permitindo medidas como a edição da norma técnica do Ministério da Saúde que viria a instruir as mulheres a realizar o aborto impunemente, garantindo ainda recursos públicos para esse fim.
Caros brasileiros, independente de sua posição religiosa, não podemos deixar que nossos politicos transformem o nosso país num país que permita que a mãe tenha o direito de tirar a vida de um recém uteríno, sem dá-lo a chance de provar que pode viver!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...